Feminismo Filmes

O que aprendi com o filme Joy – O Nome do Sucesso de uma matriarca visionária

Joy destaque

O filme se trata da cinebiografia de uma inventora e empreendedora famosa. Joy possui uma vida complicada: divorciada, com dois filhos e muitas contas para pagar. Desde pequena, a personagem se mostra criativa, inteligente e perspicaz, sempre tentando inovar e surpreender. Como qualquer mulher entre os anos 60 e 70, ser diferente não era um bom sinônimo e, por essa razão, ela fora silenciada inúmeras vezes por simplesmente ser quem é – principalmente pela família.

Depois de crescida com dezenas de problemas pessoais para solucionar e ainda ter que cuidar da família que havia se perdido no caos total, ela teve a brilhante ideia de criar um esfregão que torce, sem precisar ser tocado – o Miracle Mop. E o filme é isso: o desenrolar da história de uma mulher determinada a alcançar o que tanto almejava em prol não só dela, mas de quem a rodeava e os resultados disso.

Enquanto assistia ao filme, percebi que Joy Mangano é um ícone que vai muito mais além do mundo dos negócios, é uma inspiração para a vida. Listei os 5 tópicos mais relevantes da trama que servem de ensinamento para tudo:

Joy 1

Joy: há males que vêm para o bem

Joy, mais do que ninguém, passou por maus bocados ao longo da história. E todo o sofrimento foi recompensado da melhor forma possível, exatamente – ou até mais – como ela queria. Às vezes passar por dificuldades torna-se essencial para que, quando alcançarmos o que desejamos, demos mais valor e a recompensa se torne mais valiosa.

“Seja a mudança que você quer ver no mundo”

Todo problema que a personagem via pela frente, tentava solucionar. Sejam problemas estruturais da casa, conflitos familiares ou o simples ato de inventar coisas que facilitem o dia-a-dia. E é exatamente nisso que essa famosa frase do Gandhi se encaixa. Não precisa esperar que o outro faça o que você pode fazer. Mude e melhore o mundo da maneira que achar que deve e consegue.

joy 3

Aprenda a saber em quem pode confiar

Essa frase pode soar um tanto quanto neurótica, mas não é. Não é algo que devemos levar ao pé da letra, mas devemos sempre andar atentos a todos que estão ao nosso redor. É como me disseram uma vez: seja você o seu fiel escudeiro, a maioria das pessoas ao nosso redor estão aqui de passagem. Joy quebra muito a cara antes de aprender, e quando aprende, o faz com maestria.

Pense nos outros, mas priorize você

É muito bom ser altruísta, talvez essencial, mas isso não pode nos desgastar. Afinal, ninguém fará por nós o que fariam por si próprios e não podemos ficar para trás. Esperar a bondade do próximo é o mesmo que deixar que passem na nossa frente.

Não seja um obstáculo para quem te atrapalhou, seja a solução

Algumas vezes, Joy fora deixada de lado quando mais precisava, e por quem ela mais ajudou. Poderia ter sido vingativa, mesquinha ou qualquer outra coisa, mas preferiu tratar a todos como gostaria que fosse tratada. É assim que separamos o bom do mau.

joy 4

Espero que tenham gostado, e lembrem-se: a vida é uma competição e “se você é bom em alguma coisa, nunca a faça de graça.”

Você também pode gostar

1 Comentário

  • Reply
    Fran Oliveira
    03/03/2017 as 8:15 pm

    Fiquei com muita vontade de assistir esse filme! <3 Que legal que você aprendeu tantas coisas fantásticas! Interessante lendo o post, podemos vê que são aprendizagens para levar cada dia das novas vidas, né? É uma mulher bastante determinada e ótimo exemplo para cada uma de nós.
    Beijos,
    http://www.dosedeilusao.com

  • Deixe seu recado. Sua opinião é muito importante para nós! ♥